Biometria facial: aprenda como funciona essa tecnologia!

Biometria facial: aprenda como funciona essa tecnologia!

Já faz alguns anos que observamos as tecnologias de biometria, e entre elas o reconhecimento facial, ganharem espaço no setor financeiro, em especial no segmento de bancos digitais.

Estamos falando de um mercado que ultrapassou os US$ 3 bilhões em 2019 e que promete crescer 18% ao ano até 2026, de acordo com a Global Market Insights.

Em 2020, com a pandemia e as medidas globais de prevenção, a tecnologia foi alçada a um novo patamar.

De acordo com levantamento da FEBRABAN em parceria com a Deloitte, a biometria facial é investimento prioritário para 35% das instituições pesquisadas.

Então, vamos ao tema! Neste post, você entenderá a tecnologia por trás do reconhecimento ou biometria facial, suas aplicações, vantagens e riscos.

A tecnologia de reconhecimento facial

A tecnologia de reconhecimento facial é viabilizada pela inteligência artificial. Ela funciona por meio de um algoritmo de machine learning, desenhado para escanear e registrar vários pontos do rosto humano – como a distância entre os olhos, a estrutura do nariz e do queixo etc. – e treinado para ligá-lo a apenas um indivíduo.

Para identificar um perfil, a tecnologia compara a face humana escaneada com a imagem que ela já tem em sua base de dados, combinação conhecida como um para um. Há ainda a combinação de um para muitos, que determina se a pessoa escaneada tem ou não algum par na base de dados.

Vantagens do reconhecimento facial

Para um setor que entende a importância das novas modalidades em segurança melhor do que qualquer outro, o reconhecimento facial e demais soluções biométricas são vistos como um recurso promissor.

Não se trata mais de uma senha de acesso, mas de quem elas são. E de maneira muito conveniente, porque não requer memorização.

Vejamos alguns dos benefícios:

  • Facilitar o onboarding e o atendimento ao cliente
  • Minimizar a fricção na experiência de clientes
  • Personalizar o atendimento em agências
  • Aumentar a segurança de acesso a agências e terminais eletrônicos
  • Reduzir fraudes ligadas a identidade e cartões
  • Diminuir a necessidade de contato
  • Desburocratizar, dar agilidade e escala a operações
  • Gerar economia em relação a outros tipos de autenticação.

Reconhecimento facial em instituições bancárias será o novo normal?

Já sabemos que o reconhecimento facial deixou de ser tendência para virar realidade dentro das instituições financeiras e em vários outros setores.

Embora a confiança na tecnologia esteja aumentando, por ora ela ainda deve ser usada de maneira suplementar, junto com outros processos e não para substituí-los.

O refinamento e desenvolvimento da tecnologia devem continuar em curso, para elevar seu nível de maturidade.

Agora, a chave para o sucesso da tecnologia em instituições financeiras será criar sistemas que obedeçam a seus processos e se beneficiar das vantagens inegáveis da tecnologia sem infringir os direitos tanto de pessoas quanto de outros negócios.

 

Face Match

Nosso produto permite que você valide se o documento informado pertence a pessoa através do envio de uma selfie, evitando fraudes.

 

Compreendeu como funciona o reconhecimento facial? Então, compartilhe este post agora mesmo nas suas redes sociais e ajude seus seguidores e amigos a entender melhor essa tecnologia!

 

Entre em contato conosco para saber como podemos te ajudar!

Telefone: (11) 3093-2665

Equipe UnitFour, informações certas de um jeito inteligente.

Veja Mais Artigos